Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A veterinária

Informação sobre saúde animal para tutores.

Os cães também sofrem de golpe de calor

14.08.20 | A veterinária

cães-golpe-calor-veterinaria.jpg

Durante o Verão é muito importante ter atenção ao calor excessivo que pode afetar gravemente os nossos animais. Tal como as pessoas, os animais (sendo que os cães estão mais suscetíveis) também podem sofrer de golpe de calor que é uma emergência e pode ser fatal.

 

O que é um golpe de calor?

O caso mais comum é provavelmente o cão que é deixado no carro num dia de calor, em que a temperatura no interior aumenta rapidamente. Quando a temperatura corporal do animal ultrapassa os 40ºC estamos perante um golpe de calor (heatstroke).

 

Porquê que um golpe de calor acontece?

Perante um aumento de temperatura corporal, há vasodilatação, ou seja, o sangue de órgãos e músculos é enviado para áreas periféricas sem pelos para haver perda de calor e se manter a temperatura corporal. Pode haver aumento da frequência respiratória e o cão fica ofegante. No entanto, se a temperatura ambiente for muito elevada, estes mecanismos tornam-se incapazes de manter a temperatura corporal, que vai aumentando. Assim, há um aumento da necessidade de oxigénio e da taxa metabólica que, por si só, aumenta a temperatura corporal ao gerar mais calor.

 

Sinais clínicos:

  • Aumento da frequência cardíaca e respiratória (o animai fica ofegante);
  • Mucosas secas e pálidas;
  • Esforço respiratório;
  • Pulso fraco;
  • Em casos severos, pode haver convulsões e o paciente pode entrar em coma seguido de morte daí o golpe de calor ser uma situação grave e uma emergência.

 

O que fazer:

- Remover o cão do local de calor e mudá-lo para um local mais fresco;

- Arrefecer colocando gelo nas zonas do pescoço (jugular) e membros posteriores (femoral) – até a temperatura corporal ser de 39-40ºC porque, a partir daí, a diminuição da temperatura vai provocar arrepios e produção de mais calor;

- Levar imediatamente a um médico-veterinário.

 

Como prevenir:

- Nunca deixar um cão fechado num carro num dia de calor mesmo que por alguns minutos (a temperatura no interior aumenta muito rapidamente);

- Usar as praias para cães, MAS idealmente de manhã ou ao final do dia em dias em que o calor não seja excessivo;

- Em dias de muito calor, reservar os passeios para de manhã cedo ou ao final do dia/noite quando a temperatura não for elevada;

- Ter sempre água fresca à disposição.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.